quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

O Corpo

Pedaço de carne, máquina da vida, instrumento de reprodução.
Por que, tanto me atrai o teu?

Abrigo transitório, ninho de vermes, já nasce em decomposição.
Por que, tanto me traio pelo teu?

Antônio Piaia

(Foto Por: Amanda Mendonça)

4 comentários:

  1. Seria, talvez, por que antes de tudo, este seja igual ao seu?

    ResponderExcluir
  2. Simples vontade que o ser humano tem de querer o que não é seu.

    ResponderExcluir